Microsoft, mentiras e o mundo académico
Contribuído por jmce em 19-09-99 13:19
do departamento friends-in-high-places
Microsoft Segundo uma notícia no San Franscisco Chronicle, citado no Linux Today, foi a Microsoft que pagou anúncios de página inteira no New York Times e no Washington Post, os quais apresentavam uma carta assinada por 240 peritos académicos apoiando a posição da MS no julgamento "antitrust". O Independent Institute, responsável pelo anúncio e por outros documentos apresentando posições favoráveis à Microsoft, esforçou-se sempre por aparecer como uma instituição que se guiava pelos mais altos padrões de independência e o presidente apresentava-se como um "académico escrupulosamente desinteressado". Alegadamente, os signatários não tinham sido informados pelo instituto de que se tratava de um anúncio pago pela Microsoft.

HRM troca coroa por chapeu vermelho | Instabilidade  >

 
gildot Login
Login:

Password:

Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.