Breve História do Apache
Contribuído por ajc em 11-04-99 12:44
do departamento fim-de-semana
GNU Este editorial poderá ser o primeiro de muitos, que espero que muitas outras pessoas vão escrevendo. Trata-se de um conjunto de observaçõss mais ou menos pessoais sobre um tema bem conhecido, por isso talvez não contenha grandes novidades para muitos.

Decidi escrever sobre o Apache, porque é um dos mais notáveis sucessos da revolução open-source, e talvez já tenha influenciado o destino da Internet.

Em relação ao Apache, nunca me poderei esquecer do um artigo que li há uns anos, numa dessas revistas de informática que se publicam em Portugal. O artigo era sobre "A Guerra dos Servidores". Logo no ínicio explicava que em paralelo com a "Guerra dos Browsers" existia esta segunda batalha, entre os servidores HTTP da Microsoft e da Netscape. No ínicio do artigo havia uma referência misteriosa: dizia que existia um servidor gratuito que, por acaso, tinha 46% de quota de mercado. Mas isso não fez com que os jornalistas se deixassem enganar: claro que só os dois produtos comerciais teriam qualquer hipótese de sucesso, por isso as próximas páginas só se dedicavam à comparação entre Netscape e Microsoft.

Suponho que se os mesmos jornalistas voltarem agora a analizar o mesmo assunto, considerarão o caso encerrado, declarando a vitória da MS, com os seus 24% de servidores instalados. Talvez dediquem um parágrafo a explicar que aquele servidor gratuito que tem 55% não é realmente relevante para as suas conclusões.

O facto é que nunca houve guerra dos servidores, e que nunca houve um servidor comercial a dominar a WWW. O domínio passou directamente dos servidores NCSA e CERN para o Apache. Ainda bem! Se assim não fosse talvez os standards eu que a Net se apoia já tivessem sido adulterados pelas empresas que conseguissem controlar tanto os browsers como os servidores.

Um dos autores do Apache, Brian Behlendorf, faz referência a isso no livro "Open Sources: Voices from the Open Source Revolution": descreve uma situação em que houve um confronto directo entre a America OnLine e o grupo Apache. A AOL modificou os seus browsers de modo que se tornaram incompatíveis com os servidores Apache. A princípio a empresa tentou intimidar os hackers, mas teve que recuar... Nem o maior provider do mundo poderia esperar que os seus clientes aceitassem deixar de poder aceder a 3/5 da Web. Do mesmo modo, enquanto a MS só detiver menos de um quarto do servidores instalados, dificilmente poderá tornar o IE incompatível com os standards. É o Apache que protege a WWW.

O projecto Apache surgiu de um grupo de Webmasters que começaram a escrever patchss para o servidor NCSA httpd. Ao fim de algum tempo aperceberam-se que mais valia avançarem com o seu próprio projecto, que seria "a patchy web server". Em menos de um ano este ultrapassou o NCSA em números instalados e nunca mais parou de crescer.

Um dos pontos mais altos da história do Apache foi o momento, no ano de 1998, em que a IBM o adoptou como servidor Web, em detrimento dos seus próprios produtos. A descrição das negociações entre a Big Blue e o grupo Apache foi notável: custou a perceber à multinacional qua não tinha que pagar nada, que não tinha sequer a quem pagar. Um advogado da IBM acabou por exclamar: "Mas afinal estamos a celebrar um contrato com uma página WWW?". O "negócio" ficou fechado quando a IBM percebeu qual era a única coisa que podia dar ao grupo do Apache: código. A IBM é agora um dos colaboradores do grupo Apache: uma quantidade de hackers e uma Big Blue....

Associado ao fenómeno Apache está associado um nome: Netcraft. As pesquisas de mercado tradicionais que se baseiam em perguntas àasempresas tendem a subestimar imensamente a penetração do Apache. A Netcraft é uma empresa británica que faz a pesquisa de modo automático, tendo um robot que interroga milhões de endereços de modo a obter a identificação dos servidores. Só assim se tornou óbvia a imensa importância do Apache.

O GilDot está, obviamente, a correr num servidor Apache.

Para saber mais: Apache Project , Netcraft

Telemoveis aceleram reacções cerebrais | Internet Operating System Counter  >

 
gildot Login
Login:

Password:

Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.